• denuncias
  • peticionamento
  • Mediação
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
  • Em audiência pública, MPT e Justiça do Trabalho inauguram novo Posto de Patrulhamento da PRF em Vilhena
  • BUSDOOR-FACE

Em audiência pública, MPT e Justiça do Trabalho inauguram novo Posto de Patrulhamento da PRF em Vilhena

Obras de cobertura e reforma de Posto da PRF foram pagas com recursos de destinação do MPT e trarão melhores condições de trabalho para policiais rodoviários federais

(Imagens: ASCOM PRT 14)
(Imagens: ASCOM PRT 14)

Vilhena (RO) - O Ministério Público do Trabalho (MPT) em Rondônia e Acre e a Justiça do Trabalho entregaram na quarta-feira (16), em audiência pública, as obras de cobertura e reforma do pátio de fiscalização do Posto de Patrulhamento da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no km 1 da BR 364, em Vilhena, na divisa dos Estados de Rondônia e Mato Grosso. As benfeitorias foram pagas com recursos de ação civil pública movida pelo MPT em Ji-Paraná perante a Vara do Trabalho de Vilhena. O acordo judicial que resultou na destinação dinheiro foi homologado pela Justiça do Trabalho em maio deste ano. Para custeio das obras foram convertidos em favor do órgão federal R$ 272.910,00.

No local, coberto e reformado, já foram realizadas na última semana operações da fiscalização fazendária do Estado de Rondônia, com apoio da Polícia Rodoviária Federal, disse o inspetor João Lobato, chefe da 4ª Delegacia da PRF, durante solenidade de entrega das obras. O evento foi prestigiado por autoridades estaduais, federais, OAB, e realizado com a presença do procurador-chefe do MPT, Marcos G. Cutrim, e dos juízes do Trabalho André Pereira e Juíza Fernanda Antunes.

(Imagens: ASCOM PRT 14)
(Imagens: ASCOM PRT 14)

O Posto de Fiscalização da Polícia Rodoviária Federal de Vilhena tornou-se com a obra de reforma e cobertura “modelo para o resto do país” disse o Superintendente da PRF em Rondônia e Acre, inspetor Alvarez Simões. Já o inspetor João Lobato agradeceu, emocionado, ao MPT, à Justiça do Trabalho e aos seus colegas de trabalho, inclusive aposentados, que “pegaram colher de pedreiro e pinceis para ajudar nas obras de pintura e restauração de instalações do Posto não incluídas no projeto contemplado, e em vassoura e rodo para fazer a limpeza e manter o local sempre limpo e acolhedor”

Por sua vez, o procurador-chefe do MPT, Marcos G. Cutrim, parabenizou todos os procuradores do MPT de Ji-Paraná, especialmente a procuradora Arianne Castro, responsável pela destinação, e Ricardo Ruy, que conduziu a parte final do acordo judicial. Lembrou os procuradores que atuaram no processo em favor da sociedade vilhenense: Aline Nilson, Gustavo Souto, Douglas Vasconcelos, Ricardo Ruy, Paulo Aseredo e Priscilla Pontinha (autoras da ação), e Carol Hirata, responsável pela diligência prévia ao ajuizamento da ação. E aos servidores do MPT em Ji-Paraná que participaram dos trabalhos de destinação.

(Imagens: ASCOM PRT 14)
(Imagens: ASCOM PRT 14)

A PRF é polícia modelo de atuação, desierarquizada, unida, eficiente e dedicada às causas sociais, como o combate ao trabalho infantil e trabalho escravo nos mais diversos rincões do país. Os principais ativos de uma instituição, seja uma empresa ou um órgão público, são sua missão, sua reputação e seus valores, e a PRF vela diuturnamente por isso, prestando serviço de qualidade ao cidadão condutor, fiscalizando estradas e rodovias, combatendo a criminalidade e os crimes transfronteiriços em nossa região”, disse o procurador chefe do MPT em Rondônia e Acre, Marcos G. Cutrim, ao encerrar sua fala na solenidade.

 

Danos morais coletivos

O dinheiro destinado às obras no Posto da Polícia Rodoviária Federal, em Vilhena, resulta da reversão de indenização por danos morais causado à coletividade por frigorífico da região do cone Sul do Estado de Rondônia, que deixou de cumprir obrigações trabalhistas.

Prestigiaram a audiência pública para entrega da reforma e da cobertura do Posto de Patrulhamento da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Vilhena, além dos juízes do Trabalho André Souza Pereira e Fernanda Junqueira, Estevão Soletti, advogado presidente da Secional da OAB em Vilhena, Leonardo Santos Soares, juiz federal em Vilhena, Superintendente da PRF, Alvarez, representantes do DNIT, Ivo Pereira, Coronel Rildo, da Polícia Mikitar, Capitão Guedes (Bombeiro Militar), Eloi Maria, presidente da Associação Comercial e Industrial de Vilhena, Antonio José (Detran/RO), entre outras autoridades, policiais rodoviários convidados presentes.

 

Fonte: MPT em Rondônia e Acre

Assessoria de Comunicação Social – ASCOM

(69) 3216-1265 / 99976-8753

Imprimir

  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • meio ambiente
  • trabalho escravo
  • trabalho portuario
  • liberdade sindical
  • promocao igualdade
  • trabalho infantil